sexta-feira, 11 de abril de 2008

Beatriz e o plátano

Nós andámos a ler a história "Beatriz e o plátano".
A professora foi ao podcast "Era uma vez", viu lá a historia e mostrou–nos.
Também tinhamos o livro na escola, digitalizámos e imprimimos os desenhos. Cada um de nós pintou um desenho.
Recontámos a história e dividimo-la em nove partes que era o número de desenhos.
Escrevemos essas partes dentro do contorno de uma folha de plátano.
Por fim, com os nove desenhos, fizemos um slide show.


Era uma vez um grande e velho plátano que estava plantado num largo de uma localidade. Não chegavam três pessoas para o abraçar e debaixo dele cabiam mais de cem pessoas.

Nesse largo vivia uma menina, a Beatriz, que gostava muito desse plátano. ela passava muito tempo a observar o seu grande amigo plátano pela janela do seu quarto.

Certo dia ela ouviu dizer que o plátano ia ser cortado. Como ela gostava muito dele pediu aos pais e professores para impedir que cortassem o seu amigo. Todos lhe disseram que as autoridades é que mandavam, então Beatriz enviou uma carta ás autoridades a pedir para não cortarem o plátano.

As autoridades não ligaram à carta da Beatriz e apareceram dois homens com um machado para cortar o plátano. Mas, a Beatriz meteu-se à frente dos homens e disse:
-Se querem cortar o meu amigo têm de me cortar a mim primeiro.

Os senhores do machado foram chamar as autoridades e apareceram dois homens com uma pasta na mão para resolver o problema. Entretanto vieram várias pessoasque diziam:
- Não toquem na Beatriz nem no plátano.
Os homens foram-se embora para decidir o que fazer.

A Beatriz pensou:
- Sei lá se eles não vão cortar o plátano durante a noite. Vou dormir aqui. Os pais deram-lhe comida e cobertores para ela se agasalhar e ela lá ficou.

Logo pela manhã quando Beatriz acordou, viu as autoridades e os habitantes do largo à sua volta. Então as autoridades ao ver a vontade de Beatriz em preservar o plátano decidiram fazer uma reunião para decidir o que fazer.

Na reunião eles decidiram que se a Beatriz tivesse desistido quando eles voltassem cortavam o plátano, se não tivesse desistido não o cortavam.

Mas Beatriz não desistiu. O plátano não foi cortado graças à Beatriz.
E todos os habitantes festejaram a vitória do plátano.

Reconto colectivo (4.º ano)

2 comentários:

pedro disse...

Está mesmo muito giro!
Parabéns.
Vou colocar esta página no podcast para todos verem o vosso trabalho.

Turma dos golfinhos disse...

A história ficou espectacular.
Adorei.
Parabéns
Beijocas
Prof. Marisa