segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Epílogo



Obrigado à Diana pelo vídeo
Na passada sexta-feira, a nossa escola foi “extinta”.
Sem mais…
Sem outra justificação que não fosse a necessidade de povoar um grande edifício esterilizado e vedado ao qual ninguém tem a coragem de chamar Escola, mas apenas “centro escolar”.
O que saberão os políticos, os gestores, os consultores… sobre aquilo que realmente representa uma Escola para as crianças que nela vivem e para a comunidade que a acarinha?
Pouco. Provavelmente, nada…
Mas decidem. Decidem sobre o nosso futuro, o nosso bem-estar, a nossa felicidade, os nossos desejos… com a indiferença e leviandade de quem sopra a poeira da mesa.
Decidem porque sim. E alguém providenciará o cenário propício à realização das suas decisões. Como se os seus desejos representassem aquilo que afinal todos nós desejavamos, sem o saber…

E o que quiseram eles saber sobre os nossos desejos, a nossa felicidade, os nossos sonhos?
Pouco. Provavelmente nada.
António Tomás


sexta-feira, 20 de julho de 2012

A importância do sentimento de comunidade na escola

Aconteceu aqui na Casa do Povo, numa das sessões do já conhecido "HOJE PAGO EU", a apresentação de um estudo interessante sobre a relação escola-comunidade feita pela psicóloga comunitária Carolina Marques, que esteve connosco muitos dias.


O estudo revelou:

"de acordo com estudos realizados nos Estados Unidos e noutros países da Europa, as escolas grandes propiciam a violência, o absentismo e o fraco desempenho académico, e que as políticas públicas nestes países têm ido no sentido de transformar mega-escolas em escolas mais pequenas."

Esta conclusão dá que pensar...

Se quiserem ver a notícia e fotos:


Um beijinho para a Carolina!

sábado, 7 de julho de 2012

Visita ao supermercado

No dia 6 de Julho, o 4ª e o 3º ano foram às Caldas da Rainha às compras. Tenho a certeza que estão a pensar que foram umas compras normais mas, não era umas compras quaisquer.

Fomos fazer uma atividade da Associação Vidas Cruzadas.
Saímos de São Facundo às 08:45, parámos na área de serviço de Rio Maior, e quando chegámos fomos para o supermercado Pão de Açúcar.

Mas tivemos de esperar, e enquanto esperávamos demos umas voltas de escadas rolantes e vimos um repuxo que lá estava.

Quando acabámos de esperar fomos para a sala de descanso dos trabalhadores para fazer a lista de compras e a seguir fomos para a aventura
No fim das compras fomos para o McDonalds.
Quando acabámos fomos embora.
(há mais fotos no blog dos textos livres)

Pedro Miguel Felício Cardoso
7/7/2012

A Escola de São Facundo agradece esta valiosa experiência bem como todas as restantes atividades deste projeto levado a cabo pela Associação Vidas Cruzadas em parceria com o balcão de Abrantes do Montepio.

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Encontro de professores


Cumprindo a tradição, realizou-se hoje o almoço entre professores(as) da escola de São Facundo. Trata-se de uma iniciativa coordenada pela D.Maria, Auxiliar desta escola aposentada, que continua a cumprir este honroso ritual.


Depois do almoço ainda houve tempo para uma visita à escola.
Recordaram-se outros tempos, outras alegrias, outras adversidades, e observaram-se projetos e atividades destes novos tempos: o cinema, a experimentação, as tecnologias...

...mas acima de tudo celebrou-se a dignidade e o valor desta instituição, não apenas para a atual comunidade, mas também por todas as profissionais que cá deixaram um pouco das suas vidas, e de cá levaram saudades que anualmente se recordam neste encontro.

Um grande obrigado à D.Maria, a todas e todos que continuam a marcar presença.

E até para o ano!

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Ópera "A Coragem e o pessimismo"

Para quem quiser saber um pouco sobre a ópera em que participámos no dia 14 de março, aqui está uma reportagem onde os pais podem ver o que aconteceu, e o que fizemos:

Há dois anos, o Miguel Pernes veio à nossa Escola e trabalhou connosco sobre a peça "A Floresta de Água", em que tínhamos participado na Aula Magna da Universidade de Lisboa. Este ano apresentou-nos Luís de Camões numa Ópera espetacular onde também cantámos, dançámos e tocámos flauta. Nós adorámos!!!!!

Um grande, grande obrigado à Foco Musical e a todos os que com ela colaboram.
Para o ano, contem connosco!

sexta-feira, 15 de junho de 2012

quinta-feira, 31 de maio de 2012

O LÁPIS QUE NÃO SABIA ESCREVER, filme realizado nas nossas salas em 2011, continua a escrever e pintar por esse mundo fora. Ora vejam:
MO&FRIESE Children's Short Film Festival, Hamburgo, Alemanha, 2012
VAFI - 3rd International Children and Youth Animation Film Festival Varaždin, Croácia, 2012
ANIFEST - International Festival of Animated Films, Teplice, Czech Republic, 2012
ANIMATEKA - International Children and Youth Animated Film Competition Programme Little Elephant (Educational Animated Film Programme), Lidubliana, Eslovénia, 2011
YOUKI - International Youth Media Festival, Wels, Áustria, 2011
CINANIMA - Festival Internacional de Cinema de Animação Espinho, Portugal, 2011
CINEWEST - Auburn International Film Festival for Children and Young Adults, Sidney, Australia, 2011

Coletivo Fotograma24 - ANIMAIO - Festival de Cinema de Animação, Associação Palha de Abrantes - Espalhafitas, Abrantes, 2011

sábado, 26 de maio de 2012

Sevilha! A grande aventura...


Foi uma viagem inesquecível, que agradecemos aos PAIS e MÃES que tanto trabalharam e contribuiram para tornar esta aventura possível. A todos um grande, grande OBRIGADO!




Na Isla Mágica, foi tudo mágico! Diversões, cores, e água, muita água para refrescar do calor intenso. Mas o que fica na memória são os desafios e as experiências espetaculares que às vezes causavam um nervoso muidinho, mas no fim todos queriam repetir...

A caminhada até à Isla Mágica é longa, mas ficámos a conhecer um pouco mais da cidade de Sevilla.
Sexta Feira, 25 de Maio - Um momento de relaxe, no terraço do hotel, enquanto as meninas se despacham.
20:00 - Jantar no McDonalds, em ambiente de festa.
Depois fomos passear pela ruas estreitas de Sevilha antiga, e perdêmo-nos...
Mas o mapa resolveu tudo.

23:00 (aqui já é meia-noite, mas não vem ao caso) - Cansados e felizes, de volta aos seus beliches.
As meninas estavam a planear uma festa de pijama, mas não sei se a autoridade o irá permitir...
...e o joão pestana vai chegar num instante.
Boa noite, mãezinhas! Até amanhã...
Está muito calor, mas mesmo assim passeámos um pouco pelas sombras. Muito ficou para ver...
15:00 - Mérida - Almoçámos num belíssimo parque de merendas na margem do Guadiana e junto a uma das maiores pontes romanas da Europa.Está muito calor, mas mesmo assim passeámos um pouco pelas sombras. Muito ficou para ver...
12:00 - Olá mães!!! O lanche já está no papo, e já pulámos no jardim de Arronches. Agora vamos cantando até Mérida, lá para a 1:30.Até já...

Olá mães, pais e avós!!
São só dois dias, mas sabemos bem que vão ter muitas saudades nossas.
Voltem aqui para ver as fotos que formos tirando pelo caminho, e no mapa ao lado podem seguir o nosso autocarro. É como se viajassem connosco!! Bem, é quase...
Até já...

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Visita à estação arqueológica de Colos

Uma aula na estação arqueológica, aqui bem pertinho da Escola, que queremos partilhar com todos os que se interessam pela pré-história.
Um grande obrigado a toda a equipa que nos recebeu, pela paciência e dedicação com que nos acolheram.

Parte I
Parte II

Voltaremos, para ver as novas descobertas...
Estação arqueológica de Colos - São Facundo - Abrantes.
Núcleo de arqueologia do Instituto Politécnico de Tomar
Museu Ibérico de Arquelogia e Arte
Câmara Municipal de Abrantes

terça-feira, 15 de maio de 2012

Visita a Guimarães

No dia 13 de Maio de 2012 fomos a Guimarães em família. Vimos a estátua do D. Afonso Henriques à frente do Paço Ducal. Fomos lá dentro ver o que havia. Depois fomos almoçar na montanha Penha porque é gira., Alguns foram almoçar num restaurante e outros foram com os pais comprar gelados gostosos porque estava muito calor. Logo a seguir fomos à Citânia de Briteiros ver ruínas de uma aldeia antiga.. Eram vestígios de casas redondas e engraçadas que podiam ter sido dos Lusitanos. Havia lá uma capela e duas casas completas. Estavam mais ou menos iguais como dantes, para as pessoas terem uma ideia como elas eram.
A seguir fomos ao teleférico, aquilo parecia que nós estavamos a voar como um pássaro. Também vimos lá de cima o estádio do V. de Guimarães.
Depois fomos ao sítio onde almoçámos e onde estavam os autocarros. Por fim fomos embora e chegámos a São Facundo às 23:30.
Júlio Manuel Capitolino Sousa
14-5-2012
José Correia dos Santos Florêncio

Viagem em Família

Guimarães,foi eleita a capital da cultura em 2012.
Por isso nós fomos lá com os pais e outros familiares no dia 13 de Maio.
Quando lá chegámos fomos ver o Paço Ducal, vimos muitas coisas interessantes. Quando saímos do Paço Ducal, fomos surpreendidos por senhores e senhoras a dançar uma dança chamada “ capoeira “.
A seguir fomos almoçar, tínhamos à escolha entre ir ao restaurante ou fazer um piquenique na Montanha da Penha.
Depois quem quisesse ia à Citânia de Briteiros e quem não quisesse ficava na Montanha da Penha. Quando chegamos à Citânia de Briteiros fomos: comprar os bilhetes, ver a casa dos lusitanos, a capela e o cemitério.
A seguir fomos para a estação de teleférico e quem não quisesse ia de autocarro para a Montanha da Penha. Quem foi à Citânia de Briteiros ainda teve 30 minutos para passear na Montanha da Penha.
Saímos de Guimarães às 18horas e 30 minutos.
Foi espectacular!!!!!!!!!!


Débora Pires
Pedro Cardoso
14-5-2012

segunda-feira, 14 de maio de 2012

A visita a Guimarães

A visita a Guimarães

No dia 13 de Maio fizemos uma visita de estudo a Guimarães.
Durante a viagem parámos para lanchar na área de serviço de Mealhada. Quando chegámos lá fomos ao Paço Ducal. Quando saímos vimos a dança da capoeira e fomos almoçar.
Fomos ver a Citânia de Briteiros.
Depois fomos andar de teleférico e a seguir fomos a uma igreja. Por fim fomos ter com os nossos pais e fomos embora.

Nuno Novo

João Oliveira

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Em Maio vamos viajar...

Dia 13 de Maio vamos à visita de Guimarães com os pais, primos, avós e amigos. Para cabermos todos são precisos 3 autocarros cheios.
Vamos ao Paço Ducal de Guimarães e ao castelo, e depois as mães vão passear e ver as montras.
Depois de almoçar, vamos de autocarro à Citânia de Briteiros, que era uma aldeia do tempo do Viriato.
Depois vamos todos à Montanha da Penha, de teleférico, e depois viemos todos para casa.
Vanda e Rafael
Dia 24 vamos a Sevilha. Almoçamos em Mérida, que é uma cidade espanhola muito antiga, e vamos dormir no hotel Oasis e vamos comer no McDonalds depois vamos para a cama. 
No dia 25 de manhã vamos tomar banho e comer o pequeno almoço e depois vamos passear em Sevilha e brincar na Isla Mágica. Quando for quase noite, metemos a mala no autocarro vimos para casa, dia 25. Eu estou muito contente. Espero que veja piratas e espero e espero que seja tudo bom. 
Vou aprender a falar espanhol e vou ensinar os espanhóis que vamos conhecer que a falar português.
Joana

quinta-feira, 10 de maio de 2012

O futebol   
Era uma vez 6 amigos chamados Guilherme, Daniel Florêncio, Júlio, João Catroga, João Bispo e Tomás. Eles gastavam mesmo, mesmo de jogar futebol no campo de futebol. Mas não havia bola e foram todos chateados para casa.
O Júlio teve uma ideia e foi contar aos amigos, mas os amigos não acreditaram. Ele voltou a dizer e os amigos já acreditaram. A ideia do Júlio foi pedir emprestada uma bola a outro amigo que o Guilherme conhecia chamado Rafael Neto.
E conseguiram jogar à bola com a bola do Rafael e ele foi sempre amigo deles.

Guilherme Salgueiro 2º ano.

O lápis e o livro     
Numa manhã alegre o lápis e o livro estavam a jogar às escondidas  na cidade.
De repente o lápis perdeu-se. O livro foi  à  procura dele. Até que chegou a noite, mas o livro continuava à  procura e a mãe caneta chamou-os aos dois  para irem jantar. O livro disse à mãe que não sabia do lápis. Resolveram ir  procurá-lo de bicicleta. Ele  estava dentro de uma  casa e ficaram  felizes  para sempre.  

Pedro Rodrigues - 2º ano


quinta-feira, 3 de maio de 2012

Passeio pedestre

No dia 1 de Maio de 2012 a Casa do Povo de São Facundo organizou um passeio pedestre, pelas 8:30. Esse passeio para além de ser para emagrecer uns quilos também era para ver os pássaros com telescópios.
Estavam lá mais de 20 pessoas. Vimos os pássaros seguintes: pardal, pombo, trigueirão, andorinha da chaminé, verdelhão, pintassilgo, tentelhão, rouxinol, chapim azul, chapim real, cartaxo, escrevadeiro de garganta preta, pato real, flosa poliglota, gralha preta, andorinha aureca, estorninho preto, abelharuco, pombo trucais, chapim de poupa, carriça, flosa ibérica, tutinegro de barreto preto, pisco, melro, perdiz, pica-pau malhado grande, rabi ruivo de testa branca, cegonha branca e fuinha. E também um cágado!
Assim que acabamos a caminhada fomos almoçar migas de couve, feijão preto, salada de tomate e alface, queijo, pão e sardinha.
Para vermos os pássaros e saber o nome deles claro que tivemos a companhia do Agostinho e do Manuel. ´
O nosso percurso foi pelo caminho de terra à Saibreira, virámos à esquerda, fomos até à Fonte do Santo (que era onde  antigamente se faziam as festas de S. Facundo) fomos por aí acima até ao caminho que vai para a Saibreira e voltámos á Casa do Povo para almoçar.
Eu gostei muito e se houver para o ano vou repetir.

domingo, 1 de abril de 2012

A Feira dos Bolos e Tradições

Foi no Domingo, 25 de Março, a terceira edição da nossa feira. Como de costume, vieram todas as famílias, os amigos, os vizinhos e ainda muitos visitantes de longe que responderam ao nosso convite do facebook.

Obrigado aos visitantes e principalmente a todos os pais e amigos que ajudaram e contribuíram para dar valor e significado a este grande evento.
A nossa escola fica bem maior quando sai à rua...
(podem fazer o texto para esta notícia nos textos livres, onde estão também todas as fotografias para download).
Uma feliz Páscoa para todos! E até dia 10 de Abril.

video

quarta-feira, 14 de março de 2012

Viagem a Lisboa

A escola E. B. 1 de São Facundo foi a Lisboa à ópera de Camões.
Chegamos às 10 horas e 30 minutos. A ópera do poeta Luís de Camões durou acerca de 58 minutos. Era interativa, quer dizer que nós também tivemos que cantar e tocar. A ópera foi no Campo Pequeno.
Os alunos e professores almoçaram no Parque das Nações ( na foz do rio Tejo) e depois de almoçar fomos ao pavilhão do conhecimento e estivemos cerca de 50 minutos lá dentro.

Na Ópera:

No Pavilhão do Conhecimento:

Todos gostaram de ir ao pavilhão do conhecimento e à ópera do Luís de Camões.

José Florêncio